16/06/16

Fotos - Zôo de São Paulo

Zoo de São Paulo
Em Abril eu viajei à São Paulo para passar um tempinho com meu pai, minha irmã... e, claro, matar as saudades da minha querida cidade  A viagem me rendeu lindas fotos, algumas delas foram tiradas no Zoológico de São Paulo, em um dia bem quente. E são os clicks desse passeio que quero compartilhar com vocês agora!

10/06/16

Resenha - Amor À Moda Antiga

Livro "Amor À Moda Antiga"
"Amor À Moda Antiga", Fabrício Carpinejar, 104 páginas, Editora Belas-Letras
Hello!
Galera, esse ano está horrível pra mim no quesito tecnologia. Estou sem o notebook, novamente. Então, perdããão pela ausência, pela demora em retribuir e responder comentários, perdão por tudo. E eu tenho tantos posts legais para publicar, alguns vídeos curtinhos que gravei também... enfim.

Então, hoje venho publicar a resenha do livro "Amor À Moda Antiga", obra com poemas inteiramente escritos na máquina de escrever de Fabrício Carpinejar. Sim, é uma total coincidência essa resenha sair pouco antes do dia dos namorados. Você tem um mozão? Vai gostar do livro! Não tem? Vai gostar do mesmo jeito (sou a prova viva)!

17/05/16

Resenha - A Mulher Incrível (Alexandre Petillo)

"A Mulher Incrível" de Alexandre Petillo
"A Mulher Incrível" de Alexandre Petillo, Editora Belas-Letras, 128 páginas.
Sinopse: Existem alguns tipos de mulheres que você vai encontrar na vida. Têm aquelas que te fazem enlouquecer por uma noite. Têm aquelas que vão chegar e vão te fazer esquecer todas as outras. Têm também aquelas que você acredita que quer passar a vida toda ao lado delas. E, ainda, aquelas que você realmente vai ter certeza que vai passar a vida toda lado a lado. E têm as mulheres incríveis. É sobre essas mulheres que Alexandre Petillo escreve seus textos, que viralizaram nas redes sociais, com centenas de milhares de compartilhamentos a cada nova história.

A Mulher Incrível reúne pouco mais de 30 textos do autor brasileiro Alexandre Petillo. A cada texto um narrador desconhecido conta sua experiência com uma mulher incrível. As histórias não se interligam, mas carregam sempre a mesma bela e trágica experiência: conhecer a mulher incrível. Perdê-la. Quais delas foram reais? Quais não? Nunca saberemos! Não precisamos saber. Nos basta conhecer suas histórias.

12/05/16

Texto - 18 anos e máscaras de oxigênio

Muitos de vocês devem ter acompanhado aqui no blog algumas loucuras e zoações que fiz ao completar dezoito anos. E como deixei claro que era desanimador não sentir "mudanças". É que ao sair dos dezessete para os dezoito, mesmo irracionalmente, sempre há aquela espera pela meia-noite, onde talvez um "clique" nos surpreenda, um segundo se passe e, magicamente, algo nos transforme, algo nos faça sentir "é, 18 anos." Mas, obviamente, não é assim. Aliás, não é exatamente assim, mas não quer dizer que não seja possível. Três meses após meu aniversário, encontrei o meu clique, é algo tão simples, banal até. E não sei o quê, mas algo mudou em mim. 

18 anos
O momento do clique? Quando peguei minha bagagem de mão, me despedi da minha mãe e fui para a sala de embarque do aeroporto, um mês atrás. Eu já fiz isso antes, aos 16, mas tentem entender, não sei como, algo era diferente. Eu não era mais a adolescente que precisaria da ajuda do funcionário da empresa aérea para chegar ao avião. Eu era, ao menos aos olhos dos estranhos entediados que ali estavam, uma "adulta" passando no detector de metais, uma adulta lendo atentamente as placas em busca do portão I, uma adulta descendo várias escadas rolantes, uma adulta séria e conceitual esperando o ônibus que me levaria ao avião... eu era uma adulta qualquer, em um dia qualquer de adultos, disfarçando a simples felicidade de finalmente conseguir o assento ao lado da janela.

10/05/16

Resenha - Brincar, Clicar, Amar

Olá, amores.
Eu volteeei. Estou cheia de posts para publicar, novidades para contar e comentários para responder, haha. Mas hoje vou começar com a resenha de um livro muito fofo que recebi da parceira Editora Belas-Letras. Não se acanhe, confira a resenha!

Livro "Brincar, Clicar, Amar"

INFORMAÇÕES: "Brincar, Clicar, Amar", 156 páginas, por Giselle Sauer, Editora Belas-Letras
Apesar de o público-alvo do livro ser mães que adoram fotografar, é divertido ler e acompanhar as dicas da autora Giselle Sauer mesmo se você for apenas alguém que ama fotografia e sempre é a pessoa da família que escuta o "tira uma foto da sua prima vestida de bailarina" "tira uma foto da sua prima desenhando no caderno"... Sim, me usei como exemplo, haha.

22/04/16

Resenha - Filme "O Caçador e a Rainha do Gelo"

Filme "O Caçador e a Rainha do Gelo"
Aventura, 114 min, Universal Pictures, mesma direção de "Malévola".
A HISTÓRIA
"O Caçador e a Rainha do Gelo" é sequência de "Branca de Neve e o Caçador" (mas não precisa assistir um pra entender o outro). Neste longa, conhecemos Freya, a irmã mais nova e bondosa da Rainha Ravenna (madrasta da Branca). Tudo muda quando a mais nova sofre um grande trauma, "ativando" os poderes adormecidos em si, comuns a todas as mulheres da família, e parte para longe de Ravenna. No reino criado por Freya há duas únicas regras aplicadas às crianças que são raptadas e abrigadas por ela: ter lealdade total à Rainha e renunciar a qualquer forma de amor. 

As duas melhores crianças treinadas no reino de gelo são Sara e Erik. Já adultos os dois se apaixonam e passam a viver um romance em segredo. Mas não por muito tempo. E depois de despertarem a fúria da Rainha do Gelo, uma tragédia e maus entendidos podem separar para sempre os dois.

Filme "O Caçador e a Rainha do Gelo"

Anos depois, após Branca derrotar Ravenna, começa uma luta pelo domínio do Espelho Mágico, mesmo estando claro que este porta uma magia cruel e até mortal. Eis que cabe ao ex caçador, Erik, capturar o objeto maldito e colocá-lo em um santuário que protegerá a todos de seus males. Mas nada é tão simples assim nos contos de fadas e muitos conflitos envolvendo a Rainha do Gelo, Ravenna e assuntos inacabados do passado estão por vir!
Base: Sanyt Design | Edição: Juliana teixeira | Tecnologia: Blogger | • voltar ao topo